Baixa Gastronomia

 

dea678ff6f9ba44e7f1ab181f4c57413

Nesse momento Copa do Mundo torço muito para que os turistas adorem a cidade de São Paulo. Desejo que eles sejam fisgados por uma coxinha, por um beijinho de coco, que sintam-se arrebatados por nossa baixa gastronomia, aquela que passa longe dos restaurantes sérios e caros.

Uma fatia de bolo de fubá saído do forno, bem no intervalo do jogo, sem dúvida ajuda a disfarçar o lado mais rançoso da cidade.

Caso me consultem, as indicações serão claras: nada de alta cozinha; futebol tem muito mais a ver com nossa comidinha alegre e rasteira.

Agora em junho, por exemplo, é moleza encontrar paçoca e pé de moleque. Todo turista deveria experimentar pastel e empada. Feijoada, croquete, pudim de leite, farofa amarela, farofa de banana, qualquer tipo de farofa. E pão na chapa numa padoca qualquer.

Se eu fosse Holandesa ia preferir mil vezes um prato de arroz, feijão, bife acebolado e batata do que aquele sanduíche gigante de mortadela feito pra impressionar estrangeiro.

Se viesse da Austrália agradeceria de joelhos se me servissem picadinho com mandioca frita e se meu país de origem fosse a Costa do Marfim cairia de amores por nossa pizza de massa fina.

Brigadeiro vá lá. É manjado mas é bom e custa um nadica.

Tanta coisa boa tem por aqui…dá pra agradar Coreano, consolar Espanhol, atiçar Alemão, encher de esperança até o Português.

Não sei se conquistaremos o Hexa. Tomara Deus.

Mas que dá pra conquistar esses gringos pela boca isso eu garanto.

Pão de queijo neles!  (RL)

 

Leave a Comment

© 2012 Reparei. Se alguma das imagens que usamos para ilustrar as postagens é de sua autoria e você prefere que ela seja retirada, envie uma mensagem para reparei@hotmail.com